Ritmo parte 4 - Aplicativos Úteis

Leia também: Ritmo parte 1 Ritmo parte 2 Ritmo parte 3 Olá pessoal, fiz um novo vídeo tutorial, desta vez de aplicativos para celulares. A vantagem é que você pode aproveitar um tempo livre em que você está sem o instrumento, uma fila, no ônibus, etc... E praticar e desenvolver a percepção rítmica! Você pode encontrar todas estas figuras rítmicas nas apostilas de leitura 1 e 2 (L1 e L2), lá, elas estarão divididas detalhadamente em semi-colcheias, o que facilita a nossa "visualização" e compreensão. É na página onde está escrito: "Treinamento para o Desenvolvimento da Percepção da Pulsação Rítmica". Divirta-se! #Vídeo #Tutorial #Leitura

Ritmo - parte 3. Ditado Rítmico.

Leia também: Ritmo - parte 1 Ritmo - parte 2 Fiz um vídeo tutorial de como funciona o site Rhythm Trainer. Com ele você poderá praticar um pouco de ditado rítmico e conhecer algumas das principais figuras rítmicas. Este tipo de prática é muito importante para o estudo de partitura, para "tirar músicas de ouvido", para decorar músicas, criar grooves, compor, etc... Ritmo é tudo! LINK PARA O SITE http://www.therhythmtrainer.com/ #Ritmo #Tutorial #Vídeo

Formação de Acordes parte 3 -Tensões Disponíveis

Leia também Formação de Acordes parte 1 - Tríades Formação de Acordes parte 2 - Tétrades "Tensões disponíveis" ou "extensões disponíveis" são as notas da escala que não entraram na formação do acorde, mas estão disponíveis caso o músico queira usá-las para "embelezar" ou dar um ar mais "sofisticado" ao acorde. São as nonas (9, b9 e #9), as quartas ou décimas primeiras (4 ou 11 e #4 ou #11) e as sextas ou décimas terceiras (6 ou 13 e b6 ou b13). Primeiro pegamos uma escala qualquer e separamos as notas que formam os acordes. Lembre-se que as notas que formam os acordes são as tônicas, as terças, as quintas e as sétimas. ACORDE!!!! No exemplo acima, separamos em azul as notas que formarão os a

Ritmo - parte 2. Leitura Rítmica

Leia também: Ritmo - parte 1 A leitura de partitura se divide em duas leituras simultâneas: a leitura rítmica e a leitura melódica. A leitura rítmica é a duração da nota, quanto tempo ela tem que ficar soando ou em silêncio. A leitura melódica nos informa a nota que é para ser tocada, temos que memorizar a posição da nota na pauta e encontrá-la no nosso instrumento. A leitura rítmica facilita muito a vida do músico. E é rápido de aprender, vamos lá! FÓRMULA DE COMPASSO A fórmula de compasso já nos dá uma ideia aproximada do ritmo ou do gênero musical da música que está escrita. Uma valsa por exemplo é escrita em 3/4, um rock em 4/4, um samba em 2/4, um blues em 6/8 ou 12/8, etc... As fórmula

Escalas parte 8 - Modo Lócrio

Esta postagem faz parte da série "Escalas" Escalas parte 1 Escalas parte 2 - Jônio Escalas parte 3 - Dórico Escalas parte 4 - Frígio Escalas parte 5 - Lídio Escalas parte 6 - Mixolídio Escalas parte 7 - Eólio O nome "Lócrio" é em homenagem a um povo chamado "Lócrios" que habitavam a região da Lócrida na Grécia Central. É também o nome de um dialeto do grego antigo, o dialeto lócrio ou locrense, que era falado pelos lócrios no período clássico (entre 500 a 338 A.C.) A Lócrida era uma região da antiga Grécia, formada por dois distritos, o ocidental (ou opúncio) e o oriental (ou ózola). O primeiro rodeava a região do golfo de Mália e das Termópilas, onde se travou a conhecida batalha do mesmo n

MP

© 2014 Marcelo Pereira. Todos os direitos reservados. 

  • YouTube ícone social
  • Facebook Social Icon