• Marcelo Pereira

Campos Harmônicos - parte 2 (Menor Natural)

Atualizado: Jun 17


Continuando a série sobre Campos Harmônicos. Hoje o assunto será Campos Harmônicos Menores.

Posts relacionados:

Campos Harmônicos - parte 1

Como já havíamos visto no post anterior, os Campos Harmônicos Menores se dividem em 3:

Campo Harmônico Menor Natural, Campo Harmônico Menor Harmônico e Campo Harmônico Menor Melódico. Começaremos com o:

CAMPO HARMÔNICO MENOR NATURAL

Primeiramente lembre-se do passo a passo para o Campo Harmônico Maior. Você pega um escala maior, ou seja o modo JÔNIO.

E a partir destas notas monta o Campo Harmônico Maior.

Para montar o Campo Harmônico Menor, não usaremos o Jônio como sendo o primeiro. O primeiro modo será o modo Eólio. Ele é o 6º (sexto modo grego) quando estivermos no Campo harmônico maior, mas será o primeiro do menor.

A ordem agora, será a seguinte:

Compare as diferenças entre o modo Eólio e o modo Jônio. O Eólio tem 3m (terça menor), 6m (sexta menor) e 7 (sétima menor). Logo, ele produz um acorde menor com sétima menor. Para realçar estas diferenças, utilizamos no estudo da harmonia, o símbolo de bemol antes dos números romanos, 3, 6 e 7 (bIII, bVI e bVII).

Então é fácil! Você só tem que saber que o 6º (sexto grau) é o relativo menor do Campo Harmônico Maior e começar a contar o 6º como se fosse o primeiro. Não muda nada!

Pratique tocando os campos harmônicos em acordes, em arpejos e em arpejos + escalas, conforme você encontra nas nossas apostilas.

Abraços e bons estudos!

#Campoharmônico #Jônio #Eólio #MenorNatural

0 visualização

MP

© 2014 Marcelo Pereira. Todos os direitos reservados. 

  • YouTube ícone social
  • Facebook Social Icon